fbpx

O SEGREDO PARA UM ESTÔMAGO LISO

TER UM ESTÔMAGO LISO FAZ PARTE DO BEM PARECER NOS DIAS QUE CORREM, FICA CONNOSCO E DESCOBRE OS SEGREDOS MAIS IMPORTANTES PARA TERES UM ESTÔMAGO LISO.

O segredo para um estomago liso

Todos gostamos de estar em forma, uns querem ter peitorais salientes, outros braços poderosos, e outros ainda costas, ombros ou pernas bem desenvolvidos. Mas se existe algo transversal a todos eles é a zona abdominal.

Qualquer pessoa deseja uma barriga lisa. O grande problema é que a zona do estômago, a par com a zona lombar, é o calcanhar de Aquiles de diversos atletas e entusiastas do fitness e das dietas, isto devido ao emagrecimento ser preferencialmente periférico, ou seja começa das extremidades do corpo (braços e pernas) e a zona abdominal salvo raras excepções é a ultima a ficar definida.

Ao longo deste artigo vamos aprofundar o tema do abdominal em si e armar-te com 8 (+1) importantes dicas para conseguires o tão desejado estômago liso.

Como são constituídos os abdominais?

COMO SÃO CONSTITUÍDOS OS ABDOMINAIS?

Os músculos abdominais estão localizados entre as costelas e a pélvis na parte frontal do corpo. Os músculos abdominais sustentam o tronco, permitem o movimento e mantêm os órgãos no lugar, regulando a pressão abdominal interna.

Os quatro principais grupos de músculos abdominais que se combinam para cobrir completamente os órgãos internos são:

– O transverso abdominal – a camada muscular mais profunda. As suas principais funções são estabilizar o tronco e manter a pressão abdominal interna;

– O reto abdominal – situado entre as costelas e o osso púbico na frente da pélvis. Ao contrair, este músculo apresenta os inchaços ou protuberâncias característicos que são comumente chamados de “tanquinho”. A principal função do reto abdominal é mover o corpo entre a caixa torácica e a pélvis;

– Os músculos oblíquos externos – estes estão situados em cada lado do reto abdominal. Os músculos oblíquos externos permitem que o tronco se torça, mas para o lado oposto de qualquer oblíquo externo que estiver a ser contraído. Por exemplo, o oblíquo externo direito contrai-se para virar o corpo para a esquerda;

– Os músculos oblíquos internos – flanqueiam o reto abdominal e estão localizados logo abaixo dos ossos do quadril. Operam de maneira oposta aos músculos oblíquos externos. Por exemplo, torcer o tronco para a esquerda requer que o oblíquo interno do lado esquerdo e o oblíquo externo do lado direito se contraiam juntos.

A visibilidade do “six pack” vai depender, para além da espessura da parede abdominal de cada pessoa (umas pessoas têm abdominais mais desenvolvidos que se visualizam mesmo cobertos de alguma gordura, e outras possuem gomos menos salientes que apenas se revelam quando a definição corporal é bem avançada), essencialmente da percentagem de gordura corporal do individuo. Mesmo com uma alta definição na parede abdominal, podemos ter gordura visceral que mesmo não visível, não é saudável e pode dar um aspeto de estômago inchado, e o que pretendemos mesmo é um estômago definido e liso que não se assemelhe a uma barriga de grávida.

MITOS SOBRE O TREINO ABDOMINAL

Apesar do treino abdominal ser algo relativamente simples pois a função do abdominal é bastante básica, existem diversos mitos acerca do mesmo, entre os quais destacamos:

– “Fazer abdominais faz perder gordura na barriga”, este é com certeza o mito mais difundido entre o público em geral pois muitas pessoas acreditam na queima de gordura localizada, que treinando uma determinada zona do corpo a gordura queimada será dessa área.

Pois bem não é bem assim, se bem que é possível ajudar a queimar mais gordura em determinadas zonas através de um treino localizado, isso apenas pode ser possível em zonas com pouco fluxo sanguíneo em que o exercício ajudará possivelmente a “mobilizar” a gordura da zona para também ser queimada, pois a perca de gordura é geral e normalmente ocorre de forma periférica.

O corpo tende a queimar mais rápido gordura proveniente dos membros e em último lugar da zona média, pois vê a gordura como protectora dos órgãos vitais que se encontram dentro dessa região;

– “Fazer abdominais todos os dias seca o abdominal” é muito ouvido nos ginásios mas não, o abdominal é relativamente igual a outro qualquer músculo e como tal não deve ser treinado mais que 3 vezes por semana em dias não consecutivos;

– “O treino de abdominais deve ser diferente entre praticantes iniciados e experientes” costuma dizer-se, mas mesmo que os praticantes experientes possam beneficiar de alguma variabilidade no treino abdominal mais por uma questão de evitar o aborrecimento da rotina que por eficácia do treino, os mesmos exercícios básicos para o abdominal devem ser utilizados por ambos.

8 (+1) “Segredos” para um estomago liso

8 (+1) “SEGREDOS” PARA UM ESTÔMAGO LISO

1. Cortar calorias dos hidratos de carbono: a redução calórica de um macronutriente energético como os hidratos de carbono fará com que o corpo comece a utilizar mais gordura corporal como energia e como tal baixar a percentagem de gordura;2. Evitar sal, açúcar e álcool: evitar o sal causa menos retenção e aumenta a definição visível, já o açúcar e o álcool para além do benefício para a saúde de não os consumir, são alimentos altamente densos caloricamente para alem de desprovidos de nutrientes e como tal ao evita-los melhoraremos as condições para atingir um estômago liso;3. Beber muita água: beber muita água, para além de ser bom para a saúde, coloca o corpo a trabalhar de forma mais eficiente, podendo auxiliar no processo de queima de gordura, e ao mesmo tempo auxilia a aliviar a sensação de fome, o que ajuda na aderência à dieta;4. Fazer mais cardio: fazer mais cardio queima mais calorias e quantas mais calorias queimadas que consumidas, mais gordura corporal será queimada;5. Fazer treino com pesos: o treino com pesos ajuda a manter o metabolismo elevado, logo iremos queimar mais calorias em repouso, e ajuda a preservar a massa muscular aquando do processo de emagrecimento;

Beber batidos de proteína

6. Beber batidos de proteína: os batidos de proteína são uma forma ideal de consumir uma espécie de doce, o que ajuda na dieta, para além de fornecerem importantes aminoácidos para o processo de síntese de proteína;7. Varia a tua rotina abdominal: o variar a rotina de treino dos abdominais não queima mais caloria por si mas pode ajudar a manter a consistência no treino e gastar mais energia a treinar pois um treino novo ou variado é sempre mais excitante que a mesma rotina repetida vezes sem conta;8. Tomar sempre o pequeno-almoço: o pequeno-almoço é importante tomar pois convém após o jejum nocturno fornecer ao corpo nutrientes de qualidade para começar o dia. Um pequeno-almoço composto de proteína de qualidade, hidratos de carbono de baixo índice glicémico e gorduras “boas” é uma excelente forma de começar o dia e evitar deslizes na dieta;+1 A dica extra: utilizar suplementos para ajudar a queimar gordura! Suplementos como a Carnitina, o CLA, a Cafeína e o Chá Verde entre outros, podem ser preciosos aliados no combate à gordura, não apenas pelo seu efeito termogénico ou lipolítico, mas também alguns pelo seu efeito energizante que nos permite continuar aquele treino ou cardio duros quando já estamos em défice calórico.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *