fbpx

O QUE PRECISAMOS DE SABER SOBRE A PROTEÍNA DE SORO DO LEITE

A PROTEÍNA DE SORO DO LEITE É UM PRODUTO DERIVADO DA PRODUÇÃO DO QUEIJO QUE PASSADO ERA SIMPLESMENTE DESCARTADO, PORQUE ERA CONSIDERADO COMO RESÍDUO. MAIS TARDE VEIO-SE A DESCOBRIR QUE ESSE PRODUTO TEM UM EXCELENTE VALOR NUTRICIONAL DERIVADO AO SEU ELEVADO TEOR DE PROTEÍNA. UMA VEZ RETIRADA A ÁGUA, O RESTANTE PÓ POSSUI 90% DE WHEY, OU SORO DO LEITE, COM GRANDE VALOR BIOLÓGICO. ESTE PRODUTO TEM VINDO A SER REFINADO PELOS ENGENHEIROS DA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E ASSIM FORAM CRIADOS OS CONCENTRADOS, ISOLADOS E HIDROLISADOS DO SORO DO LEITE.

Estes tipos diferentes de soro do leite possuem cadeias de aminoácidos de tamanho diferente. As proteínas são decompostas em aminoácidos no corpo, por isso quanto mais pequenas as cadeias de aminoácidos, mais facilmente o corpo digere e absorve a proteína. Uma vez que os músculos do corpo são compostos por proteína, convém ingerir suplementos proteicos para aumentar a força, a massa muscular e até para perder peso, uma vez que também ajuda. A proteína é composta de aminoácidos, ou mais especificamente, de cadeias de aminoácidos. Os BCAAs e glutamina são aminoácidos especialmente importantes para os músculos, por isso são priorizados pelo corpo e até se pode ingerir um pouco mais dos mesmos durante o treino, para além do habitual batido.

PORQUE É BENÉFICO TOMAR PROTEÍNA EM PÓ?

A proteína do soro do leite é um suplemento alimentício básico consumido por atletas, por ter um alto valor nutritivo e não adicionar nada que não seja necessário ao corpo humano. Se dependêssemos só das proteínas obtidas da carne para aumentar o músculo, isso levaria muito tempo, uma vez que teríamos de que ingerir grandes quantidades. No entanto, quando se toma a proteína na forma de batido, o corpo consegue digerir e absorver muito facilmente e tem assim uma perfeita composição de aminoácidos que utiliza para aumentar o músculo.

Quando se pratica exercício, os músculos sofrem micro lesões e, para se recuperarem, necessitam de uma dieta com grande teor de proteína. Por isso é que ficamos cheios de fome, quando acabamos o treino, uma vez que o corpo começa de imediato a se recuperar para se adaptar e preparar para o próximo desafio, daí ser muito importante consumir nutrientes que são absorvidos rapidamente, a fim de iniciar este processo o mais rápido possível. Logo nos primeiros 30-60 minutos após o treino, o corpo humano absorve todos os nutrientes de modo eficaz e utiliza os mesmos para aumentar o músculo. A este processo, chama-se portal anabólico (construtor).

Os suplementos de sordo do leite são fundamentais para quem adota uma dieta com baixo teor de hidratos de carbono, uma vez que entregam os nutrientes certos e sem calorias desnecessárias.

ISOLADO, CONCENTRADO OU HIDROISOLADO DE PROTEÍNA DO SORO DE LEITE

PROTEÍNA DO SORO DE LEITE (WHEY):

Cerca de  20% do whey, é proteína do soro do leite. Este é um produto derivado do queijo e é bastante procurado pelos atletas hoje em dia, uma vez que tem um excelente valor biológico e possui também um elevado teor de BCAA. No entanto, por defeito possui um baixo teor de glutamina e arginina (se o produto não tiver adição das mesmas).

PROTEÍNA DE SORO DO LEITE CONCENTRADA (WPC):

Esta é a forma de proteína de soro do leite mais consumida. É mais fácil de produzir uma vez que não necessita de processos de filtração, no entanto, contém um pouco mais de gordura, açúcar e lactose. O teor de proteína nos produtos em pó, é em média superior a 70% e este tipo de proteína é ideal para tomar após o treino ou de manhã.

ISOLADO DE PROTEÍNA DO SORO DE LEITE (WPI):

É uma das fontes proteicas obtidas de aminoácidos complexos de absorção mais rápida e eficaz, porque o isolado de proteína contém uma cadeia de aminoácidos curta, por isso é absorvido mais rapidamente do que as de absorção lenta. A caseína e as claras de ovos são fontes proteicas de absorção lenta, por isso recomenda-se tomar estes alimentos em alturas diferentes, e não necessariamente após o treino. Este tipo de proteína é útil não só porque é absorvido muito rapidamente, mas também porque é um isolado puro e geralmente não contém lactose (desde que se faça a mistura com água… mas de qualquer maneira, não iríamos misturar com mais nada, certo? ;-))

Há que mencionar também sobre o valor biológico ou a taxa de utilização da proteína do soro do leite. O valor nutricional dos ovos é de 100, mas a proteína do soro do leite pode chegar até a 150. O valor biológico das proteínas derivadas de plantas é significativamente mais baixo. A proteína em pó pronta a consumir contém um teor proteico acima dos 80%.

PROTEÍNA DO SORO DE LEITE HIDROLISADA (WPH):

Quando a cadeia proteica é pré-digerida, é decomposta em peptídeos. Os peptídeos são digeridos mais facilmente e têm uma taxa de absorção mais rápida, no entanto, o seu teor proteico é mais ou menos o mesmo do que os produtos com base na WPI. O material básico é a lactose, mas a proteína concentrada possui um valor menor.

VALOR DO TEOR

O teor proteico dos “mass gainers” (aumentadores de volume) é entre os 7 e 30%:

  1. Muscle Mass – 7% de matriz proteica (12g /dose) concentrado de soro do leite, proteína hidrolisada, caseína, isolado de soro do leite, clara de ovo
  2. Hyper Mass – Complexo Proteico de 23% (20g / dose) derivado da proteína de Soro de Leite concentrada, caseinato de cálcio e isolado de proteína do soro de leite.

O teor de soro do leite das proteínas em pó é de 70 a 85%:

  1. Iso Whey Zero – min. 85% teor proteico derivado da proteína isolada do soro do leite, ingrediente básico premium Native Whey.
  2. 100% Pure Whey –  Concentrado de soro do leite e isolado de soro do leite, com um teor de 78% de proteína.
  3. Hydro Whey Zero – contém 80% de proteína com hidrolisado de soro do leite e fontes de isolado de soro do leite.
  4. Protein Fuel – Proteína líquida feita de hidrolisado de soro do leite, com 30g de proteína por dose.

+1: Meal Replacement – Batido substituto de uma refeição com 50% de teor de proteína. Derivado do soro do leite concentrado, cálcio caseinato e claras de ovos em pó e com adição de hidratos de carbono de absorção lenta.

+2: Ultra Loss – Bebida em pó com 55% de teor proteico rica em fibras alimentares, derivada do soro do leite concentrado e caseína. Pode ser utilizado como um substituto de refeição.

QUAL O CONSUMO DE PROTEÍNA INDICADO?

Para quem quer aumentar o músculo, recomenda-se o consumo de 2 g de proteína por cada quilo de peso corporal. Quando se está a fazer dieta, é recomendado ingerir até 3 g de proteína por quilo de peso corporal, para não se perder o músculo. Este valor deve ser distribuído ao longo do dia e deve ser deduzido da quantidade de proteínas que se ingere nas refeições sólidas.

QUANDO SE DEVE TOMAR PROTEÍNAS?

Deve-se tomar especialmente de manhã, após se levantar, uma vez que o corpo armazena todos os nutrientes mais rapidamente – misturar uma dose de proteína com as papas de aveia.

Após o treino: vamos mimar os nossos músculos após o treino com um batido de proteína de absorção rápida.

Como snack a meio da tarde, é uma ótima opção – em vez de se comer qualquer coisa menos saudável e assim ajuda também a ter uma dieta rica em proteínas.

Antes de irmos dormir, podemos dar a nutrição ideal aos nossos músculos com uma proteína de absorção lenta, para evitar a perda muscular durante a noite.

TEM INTOLERÂNCIA À LACTOSE?

Muitas pessoas têm receio de tomar batidos proteicos porque são intolerantes à lactose, mas com os isolados e hidrolisados de proteína do soro do leite não têm esse problema, uma vez que estes não contêm lactose. Para quem tem intolerância à lactose, pode optar também por proteína derivada de plantas.

MEAL REPLACEMENT COM PROTEÍNA EM PÓ

A maior parte dos produtos de proteína em pó contêm adição de vitaminas, minerais e aminoácidos que servem como alimento, por isso podem facilmente ser tomados para substituir uma refeição, tais como o Meal Replacement e Ultra Loss. Não nos devemos esquecer que o estômago do corpo humano foi concebido para consumir refeições sólidas, por isso só devemos ingerir um máximo de 50% do valor de proteína em formato líquido. Os outros 50% deverão ser ingeridos de carnes magras (por ex. peito de frango ou de peru), lacticínios e peixe.

Resumindo, não é de estranhar que a maior parte dos atletas consomem esse tipo de produtos, uma vez que é muito importante obter nutrientes dos melhores alimentos e sem adicionar mais peso, consumindo ao mesmo tempo aquilo que o corpo realmente necessita.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *